20 de setembro de 2009

this loneliness, it just won't leave me alone





oh, portishead...

esse vídeo está uns dias atrasado. eu agora já não estou me sentindo mais tão sozinha... :)

os primeiros dias aqui em bayonne foram meio complicados pra mim. ficar sozinha sempre é meio tenso, já que eu não lido muito bem com isso de não ter um interlocutor. adicione a isso o fato de eu ter chego aqui dois dias antes do meu aniversário, e do meu francês ter piorado muito nos últimos anos.

pra ser bem sincera, antes da viagem e nas duas primeiras semanas de morar aqui, meu francês foi piorando progressivamente. eu falava menos e menos, esquecia palavras, mudava automaticamente pro espanhol (que eu não falo), apelava pra mímica e abraçava o dicionário. nos últimos dias ele têm melhorado bastante, a ponto de eu chegar em casa pensando em francês, enfiar palavras francesas nas conversas com a minha família, etc.

tem sido bastante gostoso e ao mesmo tempo bastante traumático. eu ainda fico repetindo como um disco riscado que eu passei meu aniversário sozinha. só o aniversário não, caralho. eu passei a primeira semana inteira aqui sozinha, já que a responsável pelos intercambistas se demitiu duas semanas antes da minha chegada e acredito que os funcionários da universidade estivessem tão perdidos como eu.

pra dar uma ideia do desespero: no sábado pós aniversário, ainda sem conhecer ninguém fora a secretária do curso, a tia da limpeza aqui do prédio e a gerente do banco, eu escrevi bilhetes num francês quebrado, explicando que tinha acabado de chegar na frança, não conhecia ninguém, que vim do brasil, que queria fazer amigos. então. desde então, eu sou "la fille du s.o.s amitié". claro, começaram as aulas, eu fiz amigos, conheci a re que é brasileira também, mas cada vez que me apresento pra alguém aqui é a mesma coisa "aaaaaah, est tu la... " "oui, oui, c'est moi!" e risadas. é um bom quebra gelo, na verdade!

note que eu não estou mais sozinha, mas a carência ainda não está nas condições normais de temperatura e pressão. acho que essa vai ser a parte mais difícil de administrar por aqui.

mas, de verdade: eu tenho que fazer um post depois só contando das coisas boas. da cidade ser linda. de como eu posso pegar uma bike e ir pra biarritz com a re, a brenda e o benjamin e passar o dia na praia fazendo nada. de como é gostoso ter a minha casa, e chamar o povo pra vir aqui de bobeira, ou passar uma tarde deitada na grama conversando. só conversando.

tem horas que eu queria voltar, tem horas que eu quero ficar aqui pra sempre. ainda não sei direito o que vai sair mais forte. a única coisa que eu tenho certeza é que eu já mudei bastante nesse mês, e que não faço idéia de que simone vai voltar pra casa no fim das contas. eu já sou uma criatura com medos e manias completamente diferentes, e gosto bastante de mim assim.

5 comentários:

Leleca disse...

vai ser sempre a minha filhotinha loira e linda. e vai voltar melhor, tenho certeza. ;D

Chantal disse...

Os seus textos estão ótemos, me diverti paca!! :D

Aproveite por mim aí na frança. o/

Ana disse...

siimm, primeiras semanas, as piores!
mas logo vc se acostuma, parece que viveu assim a vida toda!
e vc com certeza vai voltar outra pessoa! melhor!
to ansiosa pra te ver, pra conhecer as coisas que conheceu! pra te dar colo e uma braco de feliz aniversario atrasado!\o/
amoooovc.. sempre

Nathalie disse...

Ai que máximo Si...
Até consigo sentir um pouquinho disso tudo e relembrar quando eu tb passei por isso...
Com excessão do S.O.S Amigo que só podia ser coisa sua mesmo...
Mas vc vai ver, é a melhor coisa que vc pode fazer... Pelo menos foi pra mim...
Aproveita bastante... Mtos amigos... e boa sorte

Barbara disse...

Seu blog esta me lembrando muito quando eu fui para Barcelona sozinha, com uns 22 anos, fazer curso de espanhol. Uma solidao que eu nunca tinha sentido, conhecendo um monte de gente mas sem ficar amiga de ninguem (ate conhecer uams brasileiras), a estranheza de nao ter com quem conversar. E olha que na epoca nao tinha skype, era 2001, e tudo que eu tinha era o cyber cafe!!!

Nossa, fazia tempo que eu nao lembrava tao claramente disso. Soh digo que valeu muito a pena, aprendi muito sobre mim, e de quebra ainda fiquei com um espanhol otimo (que ja enferrujou) e conheci bem a cidade :)

Aproveite bem a oportunidade!