1 de setembro de 2007

e já vai tarde...

agosto finalmente acabou. mês do cachorro louco, mês do desgosto, mês do meu inferno astral. seria bom que eu me sentisse melhor, pelo menos um pouco aliviada. a verdade é que foi um mês chato mas não possuiu nenhum acontecimento muito marcante pra mim. porque "all i am is holding breath" pra setembro, que promete ser um mês triste. é completamente idiota da minha parte achar isso, mas sei lá. queria ter feito alguma coisa em agosto pra lembrar desse mês de um jeito mais legal. eu quebrei o pau com alguém que merecia e cortei fora da minha vidinha. tranquei quase todas as minhas matérias na faculdade de design. cortei alguns planos pela raiz. foi um mês em que eu me livrei de muitas coisas, got some closure. j'ai terminé mon rixes. porém, não há recompensa. e setembro vai ser pesado. se fosse o pale september da fiona eu ainda aceitava, comprendre?

provas na faculdade, exame do detran, namorado indo pra outra cidade, coreografia nova na dança, amigas precisando de mim, milhares de coisas pra ocupar a cabeça ao mesmo tempo e no meio de tudo isso o meu aniversário. e ainda ter que planejar festa, pensar em como juntar o meu grupo totalmente heterogêneo de amigos em um canto só (um lugar neutro, com cerveja barata e alguns drinks porque a maioria das meninas não curte cerveja, música legal pra dançar e mesas pra conversar. me encontre nas mesas, cercada de garrafas de cerveja, por favor). e eu percebo que eu tô sem saco nenhum pra festa. que eu quero que mais esse mês passe e eu me afunde em tudo o que eu tenho pra fazer, pra não sobrar tempo pra pensar no que eu não posso mudar.

na verdade eu não sei se eu quero que setembro passe rápido ou que ele pare e não aconteça, pra que eu tenha tempo de respirar. eu acho que eu preciso mesmo é de colo.

6 comentários:

Paula disse...

colo da paula e da ana, prazer simone! disponível sempre que você precisar, sempre!
=D

Malena disse...

Olha, agosto do calendário católico bate com o Elul do calendário judaico, que é o mês onde simplesmente não começamos nem terminamos coisa alguma. É o mês em que brincamos de estátua ou nos fingimos de mortos,pra ver se o ano novo chega logo.

Bjos e valeu a visita, a opinião. Recomentei.

Malena disse...

A propósito, adorei La Demeure...

Angélica disse...

Realmente tem horas que dá vontade de sair correndo e gritando, mas respira e pensa, que na vida tirando o motorista e o cobrador, tudo é passageiro, relaxa que tudo vai dar certo, as coisas são pq tem que ser, tudo que passamos é para evoluir de alguma forma, para que isso seja útil de alguma forma no futuro, abrace suas situações e faça o seu melhor, faça a sua parte, pq o resto é reação!

beijos

Viviane disse...

Se quiser bater um papo pelo MSN, telefone ou até ir tomar um café, sentar na praça, estou sempre disponível.
Eu sei que vc tá cheia de coisas pra fazer mesmo, mas sabe quando vc pára pra olhar pra trás e vê que tudo já passou? Geralmente é o que acontece comigo. A diferença é que eu geralmente me sinto mal por não ter visto o tempo passar õ.o
Às vezes acho que nem todos nós realmente deixamos de respirar.

LM disse...

nhe, nem falou do blog, né. :)
anyway, offering colo, here.

<3